Sobre Amar com calma...

Mesmo sabendo que este convite a amar o outro e principalmente a nós mesmos pode significar ir para uma zona de desafio assustadora, não tenho dúvida que será cada vez mais fora da nossa zona de conforto, e da tantas vezes ilusória segurança onde acreditamos viver, que se dá a magia do verdadeiro conhecimento sobre quem somos e quem o outro é de verdade.

E é nos nossos pequenos mundos do exercício da parentalidade, das relações familiares, das escolas ou das empresas que é cada vez mais urgente nos aceitarmos como realmente somos, com espaço para a mudança – reconhecendo potenciais e fragilidades – e percebendo que a força e a magia de cada um de nós acontece na aceitação de toda essa aparente ambiguidade!

e com Alma!

Se aprendermos a olhar para nós  com umas lentes multicolores e tolerantes, acredito profundamente que estaremos a colaborar para a criação de um mundo onde se priorizem os relacionamentos numa ótica de mais respeito e empatia.

O melhor modo das crianças aprenderem será sempre com o exemplo dos seus cuidadores e educadores, figuras de referência inquestionável. Saibamos liderar esse exemplo do melhor modo que eu conheço: com Amor. Porque o amor será sempre, mas sempre a melhor resposta que lhes podemos dar. A eles e a nós.

IMG-20200105-WA0023.jpg

,,

Diana Pereira

Designer de Interiores

"A característica que mais admiro na Augusta é a autenticidade com que fala sobre os temas e as partilhas pessoas que faz. Transmite à vontade aos participantes que por sua vez agarram esse sentimento para partilharem também as suas dúvidas, alegrias ou dissabores. São sempre encontros muito bons, enriquecedores e que levam a uma reflexão constante.